Novo Ano

Bombas iluminam os céus
Homens escondem outras mais
Outras cada vez mais poderosas anunciam tempos
Tempos modernos
Gloriosos. Exércitos poderosos. Políticos religiosos.
Reacionários
Tempos temporários
Temporais
Rios dentro de casas. Casas simples
Mares varrem condomínios
Extermínios
Plantas. Bichos. Desprotegidos
Homens preparados. Equipados. Prepotentes
Tudo condenado ao repente
Mas de repente passou.
Bombas iluminam os céus

Enfeites. Cores. Frases. Nomes. Festas
Abraços
Força. Sorte. Coragem
Contagem
A esperança renasce
Logo envelhece
Tornam as outras bombas. Os outros tempos.
Os verdadeiros homens
Logo, envelhece
Endurecem os corações. Ensurdecem.
Entorpecem a razão. Racionalizam os sonhos.
Entretanto
Há um sopro que persiste
Um perfume que insiste
Uma voz que não admite desistir
Uma vez que não se permite outra escolha
A vida há de resistir

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s