P(ale)olítica

Confesso-me politicamente perdido
Em tempos e espaços de muito ódio gritado
Lamento por quem põe camisas de partidos
E hasteia bandeiras de ideal fracassado

Tantos reacionários saindo do armário
Quanto esquerdistas correndo atrás de salário
Sobra propina nos cálculos do honorário
Falta progresso no verdadeiro cenário

Penso em quem nem sonha com o quanto é logrado
Em meio a interesses escusos, partidários
Daqueles que jogam, têm tudo em abundância

Daqueles que têm foro privilegiado
Conduzem o mundo com viés arbitrário
E condenam tantos à paz vã da ignorância

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s